Sem categoria

Influência das cores na Arquitetura!

Escrito por: Tâmara Mendes

Meninaaaas, tudo bem?

Hoje é segunda, e nada de moleza, tem post sim!

Já se perguntaram por que hospital é quase sempre branco, azul claro ou verde claro? Já se perguntaram porque um quarto branco é considerado uma forma de tortura? Pois é as cores influenciam muito na maneira em que os arquitetos e decoradores projetam os ambientes, podendo causar reações positivas ou negativas a longo prazo!

A influência das cores nos ambientes depende do impacto psicológico que elas têm sobre nós, e esse impacto depende de fatores subjetivos. Faz também diferença se a cor é empregada em uma tonalidade mais viva ou mais suave, ou então se elas estão presentes com destaque ou apenas em pequenos detalhes. Porém, de maneira geral, cada cor remete a emoções e sensações diferentes, e por isso é importante considerar seus efeitos na hora de escolher as cores a serem usadas na ambientação.

Vermelho – Seu efeito é físico, aumentando a pulsação e dando a impressão de que o tempo está passando mais rápido. Também muito usado em fast foods  por dá a impressão de fome e rapidez.

Azul – Azul é considerada a cor da mente e é essencialmente calmante, ao contrário do vermelho. Tonalidades fortes de azul ajudam a pensar com clareza e tons mais leves acalmam e ajudam na concentração. Por isso é muito usada em escritórios e em hospitais.

Verde – associada ao equilíbrio, e traz sensação de bem-estar. Negativamente, pode indicar estagnação, e, se utilizada incorretamente, pode ser sentida como uma cor muito branda.

Violeta – Também conhecido como roxo, o violeta tende a levar os níveis de consciência para níveis mais elevados, sendo portanto a cor da espiritualidade.

Laranja – Por ser a mistura do vermelho com o amarelo, o laranja é estimulante e gera reações físicas e emocionais.

Rosa – Sendo uma derivação do vermelho, o rosa também nos afeta fisicamente, mas de uma forma menos estimulante. Mesmo assim é importante não utilizá-lo em excesso, para não deixar o ambiente cansativo.

Cinza – O cinza é a única cor que não produz efeitos psicológicos diretos. Sendo assim, quando usado sozinho, pode gerar certa monotonia, mas quando em conjunto com cores mais fortes tende a amenizar seus efeitos.

Preto – O preto não reflete ondas de luz, sendo portanto considerado a “ausência de luz”, remetendo à escuridão. É por isso que muitos tendem a evitar o uso do preto nos ambientes, pois para essas pessoas ele pode inconscientemente ser associado a algo sombrio e negativo.

Branco – Enquanto o preto é a ausência de reflexão de cores, o branco é a reflexão total. Simboliza pureza, limpeza e esterilidade, o que até certo ponto pode ser agradável mas para alguns pode parecer frio. Visualmente, o branco gera uma percepção mais aguçada do espaço, destacando e realçando a vivacidade das outras cores. Também considerada uma cor torturante se usada em excesso, podendo levar o individuo a loucura.

Marrom –  O marrom é a mistura do vermelho com o amarelo, que seria o laranja, com o acréscimo do preto. Consequentemente, ele tem a mesma seriedade do preto, mas de um jeito mais quente e suave. Tem associações com a terra e o mundo natural, sendo portanto uma cor sólida, tradicional e associada ao conforto.

Então é isso meninas, espero que tenham gostado e na próxima reforma de quarto, lembrem de usar o poder das cores para se sentir melhor em seu ambiente. Não esqueçam de comentar e de dar sugestões para o blog!

Um beijo e até a próxima!

Sobre a autora:

Tâmara Mendes